top of page
WhatsApp Image 2023-12-21 at 23.26.19.jpeg

Vitória! Resolvido o limite dianteiro da carga para as cegonhas!

O trabalho liderado pelo Sindicato Nacional dos Cegonheiros (Sinaceg), com a participação da Federação Interestadual dos Cegonheiros (Feiceg), garantiu uma grande conquista para a categoria na última quinta-feira, 21 de dezembro.

Por meio da Resolução 1.003/2023, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) corrigiu o Manual Brasileiro de Fiscalização de Trânsito na parte que diz respeito às cargas das cegonhas. 

 

Agora está pacificado o entendimento de que eventual infração ao artigo 235 do Código Brasileiro de Trânsito somente se configura caso as cargas ultrapassem as extremidades dianteira e traseira da combinação de transporte de veículos. 

 

Portanto, os cegonheiros, conforme a direção das entidades sempre afirmou, podem, SIM, transportar os veículos ultrapassando os limites dianteiros da quinta roda e castelo, com toda a segurança na operação.

 

A nova resolução alterou a anterior, a de número 985, de 15/12/2022, que orientava os agentes fiscalizadores a considerar como infração carga que ultrapassasse a parte dianteira do semirreboque. Isso causou várias retenções e autuações no último ano. Se o equívoco persistisse, os cegonheiros estariam sob a ameaça de ter que reduzir de 11 para 9 o número de veículos transportados, um prejuízo impensável para a categoria.

 

Publicada no Diário Oficial da União hoje, 26 de dezembro, a resolução entra em vigor a partir de 2 de janeiro de 2024. 

 

Em diferentes ocasiões ao longo dos últimos meses, lideranças parceiras do Sinaceg e da Feiceg estiveram com o ministro dos Transportes, Renan Filho, também presidente do Contran, e o secretário nacional de Trânsito, Adrualdo Catão.

 

Foram pelo menos seis reuniões na capital federal até confirmar esta grande vitória, já na reta final para as festas de Natal e Ano Novo.

 

Estiveram à frente desta luta o presidente do Sinaceg, José Ronaldo Marques da Silva, o Boizinho; o presidente da Feiceg, Jaime Ferreira dos Santos; o vice-presidente da Federação, Ronaldo Marques da Silva; o presidente do Sindicato dos Cegonheiros de Betim, Carlos Roesel; além de Elias Fazan, diretor Jurídico da Feiceg, Renato Borges Dias, assessor especial do Sinaceg em Brasília, e outros diretores dessas entidades.

 

Agradecemos a confiança e a paciência de todos os nossos associados!

 

Daqui para frente, podemos, todos nós, voltar a transportar o SONHO DO BRASILEIRO com a paz de que precisamos nas estradas.

bottom of page